Escola Sénior

Projeto Intergeracional da Lusófona

A Escola Sénior é um novo projeto que tem como objetivo a promoção de aprendizagens, ocupação dos tempos livres e a saúde e bem-estar através de uma variada oferta de formações e práticas nas áreas de História, Cultura e Sociedade, Desenvolvimento e Bem-estar.

Este programa é direcionado a maiores de 50 anos e os alunos deverão optar por uma das áreas distintas:

História, Cultura e Sociedade
Inscrição

Coordenação Científica

Professor Doutor Carlos Diogo Moreira

Doutor e Agregado em Ciências Sociais (Univ. Técnica de Lisboa)
Professor Catedrático da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e Investigador do CEPESE
Publicou diversas obras e artigos científicos nas áreas da Cultura, Identidade, População e Relações Culturais.

Apresentação geral do Curso

Os novos e exigentes desafios, decorrentes de uma sociedade caraterizada por uma crescente complexidade, impõem aos cidadãos de todos os níveis etários e culturais a aquisição de renovadas competências de análise e intervenção social.

Os cidadãos seniores têm tido uma presença significativa em ações de domínio público e, embora de forma menos visível em ações do domínio privado. Não obstante, a rapidez da informação e a variabilidade de múltiplas questões sociais, geram a necessidade de uma atualização constante, a qual, ao mesmo tempo, possa permitir uma atuação social necessariamente mais assertiva.

Objetivos

A Escola Sénior é um projeto intergeracional da Universidade Lusófona e assume-se como uma iniciativa diferente: atual, desafiante, agradável e proveitosa.

Os módulos abarcam questões transversais que marcaram a sociedade de hoje e prefiguram os desafios do futuro próximo.

Os objetivos deste Curso têm particular enfoque na preparação para a interpretação de situações resultantes da evolução ao longo da história e da vida quotidiana, marcadas pelo desenvolvimento global num mundo onde a informação acontece numa dimensão e numa velocidade cada vez mais extraordinárias. É neste contexto que se procura:

  • Transmitir e partilhar saberes e conhecimentos que, de acordo com o Programa do Curso, possibilitem a aquisição de competências para a explicação de fenómenos sociais, culturais económicos, políticos, religiosos, ecológicos e tecnológicos que promovem transformações diversificadas, na sociedade.
  • Preparar, num propósito de intervenção precoce ao longo da vida, a população sénior (os maiores) para leituras sobre os factos sociais, no sentido de facilitar a relação com a informação e investigar e propiciar modelos de solução para as problemáticas contemporâneas.
  • Reforçar as qualificações e outros conhecimentos adquiridos e motivar a continuidade da participação dos seniores na intervenção social, intimamente ligada ao exercício da cidadania,
    em equidade, dignidade e humanização.

Módulos: 4 módulos (de entre 8 opções)

  • Módulo 1: História da Arte
  • Módulo 2: Introdução à Pintura
  • Módulo 3: Fotografia
  • Módulo 4: Crítica de Cinema
  • Módulo 5: Conhecimento Digital e Informática
  • Módulo 6: Religião e Modernidade
  • Módulo 7: As Grandes Questões Sociais Contemporâneas
  • Módulo 8: Literatura Portuguesa e Mundial

As Visitas de Campo temáticas prevêem-se ser organizadas, mensalmente, em estreita colaboração com o grupo, constituindo estas a oportunidade de vivência do espírito universitário, ao que se associa a experiencia de docentes convidados e o relacionamento com estudantes das faculdades do Campus Lusófona.

Propina

  • Inscrição: 75 €
  • Seguro Escolar: 40 €
  • 800€ a dividir por 8 mensalidades
Estilo de Vida Ativo, Desenvolvimento e Bem-estar
Inscrição

Coordenação Científica

Professora Doutora Maria Teresa Ramilo

Apresentação geral do Curso

A Educação ao Longo da Vida aproxima-nos da aprendizagem enquanto parte integrante do quotidiano. Em tempos de mudança, tudo parece ser efémero. O conhecimento cientifico e o tecnológico inovam, substituem ou aperfeiçoam-se simplesmente, mas reclamam, de cada um de nós, ADAPTAÇÃO. E, adaptação é talvez o maior desafio geracional que se coloca aos atuais seniores.

Reconhecemos hoje que a sociedade portuguesa conquistou muito em anos de vida, em longevidade. Mas, a sociedade portuguesa é muito diversa e a sua assimetria manifesta-se, sem exceção, no corte demográfico que respeita aos seniores. Uma das acentuadas diferenças dá-se na forma como se envelhece e projeta-se na qualidade da longevidade. Existe sim um enorme desfio que reside em qualificar os anos de vida que conquistamos. Se esse desafio é uma realidade em termos da Saúde Pública para a sociedade portuguesa, sê-lo-á definitivamente para cada um dos cidadãos mais velhos e todos os que com eles se solidarizam neste propósito. As ONGs respondem neste domínio pondo em pratica as recomendações da OMS precisamente referindo-o no Plano Global de Ação 2018-2030 onde é apresentada a nova estratégia mundial para reduzir o sedentarismo em 10% já em 2025 e para 15% em 2030. 

O conceito de “Estilo de Vida Ativa”, aplica-se transversalmente a todas as idades e em especial depois da meia-idade um valor acrescentado, na medida em que permite gerir de forma preventiva e atuante a qualidade de vida na maturidade (50+) e implicitamente a capacitação para gerir e corresponder assertivamente ao processo de envelhecimento de que todos somos alvo, desde que nascemos.

O curso que se propõe tem 240 horas e decorre de outubro 2018 a maio 2019. É influenciado pelas recomendações acima referidas e construído com quatro Módulos de referência, conferencias e visitas de Campo temáticas mensais que serão apresentadas à consideração dos participantes.

As Unidades Curriculares apresentam conteúdos teórico práticos relacionados com o conceito de “Estilo de Vida Ativo”. A vivência de situações apresentadas permitirá o aprofundamento, consciencialização e desenvolvimento e reconhecimento de capacidades físicas, psicomotoras e psicológicas individuais. As sessões exploram a troca de experiências e dinâmica gerada no grupo. Valoriza-se a participação e a partilha de situações recreadas a par do propósito de segurança sempre presente nas propostas pedagógicas dirigidas ao grupo. Em grande parte os desafios apresentam transfere para quotidiano.

As Visitas de Campo temáticas prevêem-se ser organizadas, mensalmente, em estreita colaboração com o grupo, constituindo estas a oportunidade de vivência do espírito universitário, ao que se associa a experiencia de docentes convidados e o relacionamento com estudantes das faculdades do Campus Lusófona.

Objetivos

  • Conhecer as “Regras de ouro” para se manter Ativo.
  • Tomar consciência dos benefícios inerentes à vivência regular e sistemática do Estilo de Vida Ativo;
  • Melhorar o conhecimento individual sobre o comportamento do organismo em atividade e esforço;
  • Gerir o quotidiano de forma harmoniosa;
  • Saber escolher uma alimentação equilibrada e associada ao “Estilo de Vida Ativo”;
  • Participar em atividades com regras e segurança- Experienciar e proteger.
  • Desafiar de forma sustentável o isolamento

Módulos

  • Atividade Física na prevenção da Saúde;
  • Gestão do Stress e do Bem-Estar;
  • Nutrição, pilar da Vida Ativa; 
  • Circuitos, Identidade e Memória

Propina

  • Inscrição: 75 €
  • Seguro Escolar: 40 €
  • 800€ a dividir por 8 mensalidades

Madalena Braz

Coordenadora Executiva
Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Telefone: 217 515 500 |
Email: info@ulusofona.pt

Campo Grande, 376,
1749 - 024 Lisboa

Copyright © 2018 COFAC. Todos os direitos reservados. | Gestão de conteúdos por Produção Multimédia